QUÊ? (Artefatos & .Colaborativos)

Performances Situadas

Fernanda Eugenio

Desde 2005 (anterior à emergência do AND Lab)

escala maquete_edited_edited_edited_edited.jpg

ARTEFATOS

Programa

Este tipo de conteúdo não é traduzido pelo menu de idiomas do site. Para ler em inglês, por favor utilize este link acima.

A Etnografia como Performance Situada é uma pesquisa de longa duração dedicada aos usos da circunscrição etnográfica na operacionalização de proposições artísticas situadas.

Esta pesquisa é desenvolvida pela antropóloga e artista Fernanda Eugenio desde 2005, tendo sido a primeira formulação do Modo Operativo AND, tal como é hoje praticado, a emergir já no campo da performance, desvio dos primeiros anos de formulação do MO_AND, ainda no campo da antropologia académica.


A Etnografia como Performance Situada envolve os dispositivos da Reparagem (Deambulação e Paragem) e do Re-programa (Trabalho de Mapas, Circunscrição, Enunciação e Imaginação). A partir da sistematização de um conjunto de proposições perceptivas para experimentar (com) o lugar, explorando os recursos simples do andar e do parar, desenha-se um convite à demora etnográfica enquanto Reparagem – via de investigação da performatividade já manifesta na vida cotidiana.


A seguir, a partir do dispositivo do Re-programa, é possível percorrer recursivamente os Mapas do Quê-Como-Quando-Onde que permitem chegar, por derivação e consequência, a uma proposição situada, sintetizada numa única frase-força ou força-tarefa – a ser vivida e, então, consecutivamente re-programada, num compromisso continuado de afinação com o lugar e o que já lá havia, em latência, para a performance do encontro. Mapeando os funcionamentos urbanos emergentes das relações entre geografia, arquitetura, uso e habitação, torna-se possível inventariar as brechas e os encaixes propiciados (ou não) pelas gradações público-privado e próximo-distante, e pelas variadas relações-tensão entre o coexistir e o conviver.


Através desta prática, é da própria materialidade do cotidiano que se extraem os nexos relacionais e as questões e interfaces a serem manuseadas na criação in situ e na construção de performances do/no lugar.


O protocolo de criação emergente desta linha deu origem aos artefatos da Série Re-programas e da Série Palavras-Palestra e são a base utilizada por Fernanda Eugenio para orientar e acompanhar processos de criação no âmbito das Crafting | Residências Assistidas.


Os procedimentos pedagógicos criados nesta pesquisa de longa duração, além de serem a base do próprio Modo Operativo AND, foram e continuam a ser transmitidos por Fernanda Eugenio desde 2005 através de oficinas autónomas e/ou como professora convidada em diversos programas de formação (inter)nacionais em dança, performance, práticas urbanas, etc.


No desenho atual do MO_AND, são partilhados no plano dos jogos da Zona Cuidado-Curadoria, sobretudo os que tomam territórios urbanos ou paisagens naturais como "tabuleiro". Conformam ainda, no quadro do AND Lab, a dimensão histórica de longa duração da diretriz AND Território. São, também, explorados nas colaborações de Fernanda Eugenio com Gustavo Ciríaco: os City Labs, as Práticas Site-Specific e o projeto Cidades de Vapor.