Flora Mariah

Participante do Coletivo AND

FloraMariah

Flora Mariah é performer, professora e pesquisadora da dança e do movimento. Licenciada em Dança pela Universidade da Cidade do Rio de Janeiro e formada pelo Curso Técnico de Formação de Bailarino Contemporâneo da Escola Angel Vianna. Em 2014, deu início ao trabalho no Complexo da Maré (Rio de Janeiro), com uma oficina de dança e conscientização do movimento. A experiência da oficina originou a formação de um grupo de jovens, dançarinos do passinho - o RuaC do Passinho, com o qual trabalhou por dois anos. Esta experiência proporcionou também uma aproximação mais profunda ao universo do Funk, que levou ao desenvolvimento e realização, em 2015, com Geisa Lino, do projeto AMARÉFUNK - um festival de funk que aconteceu dentro da favela da Maré, com diversas atividades gratuitas, tais como: workshops de DJ e danças urbanas; debates sobre funk e sexualidade, a criminalização do funk e segurança pública; shows e palco aberto para DJs e MCs da comunidade. Em 2016, mudou-se para Lisboa, onde iniciou seus estudos no mestrado em Antropologia do ISCTE-IUL. Em 2018, criou o “Raba Power”, um projeto de investigação e partilha de diferentes técnicas e abordagens sobre mobilidade pélvica, sexualidade e auto-aceitação. Em 2020, a partir da pesquisa sobre a pelve do Raba Power, criou um novo projeto chamado ANCORAR, onde aprofunda ainda mais nessa pesquisa sobre a pelve numa aposta de que através dela, podemos acessar conteúdos profundos e nos reconectar com aquilo que nos dá suporte tanto mecânico, quanto emocional. Desde 2015 colabora com o AND Lab, integrando atividades das escolas e labs e colaborando com oficinas pontuais sobre sua pesquisa da pelve. Atualmente integra o AND Collective e colabora com a Escola do Reparar.

floramariah.com

[EN]

Flora Mariah

AND Collective participant

Flora Mariah is a performer, educator and researcher of Dance and Movement. Licensed in Dance at the University of the City of Rio de Janeiro and graduated in the Technical Course of Contemporary Dancer Training at Escola Angel Vianna. In 2014 she conceived, developed and organized workshops of Dance and Movement Awareness at Favelas da Maré, Rio de Janeiro, which led afterwards to the composition of a local group of young Passinho dancers - RuaC do Passinho, with whom she worked for two years. This experience also provided a deeper approach to the Funk universe, which led to the development and realization of the AMARÉFUNK Project in 2015 - a funk festival that took place inside Favelas da Maré, in partnership with Geisa Lino. AMARÉFUNK proposed several free activities such as: DJ workshops and urban dances; debates about funk and sexuality, the criminalization of funk and public security; concerts and open stage for community DJs and MCs. In 2016 she moved to Lisbon, where she began her studies in the master's degree in Anthropology at ISCTE-IUL. In 2018 she created “Raba Power”, a Research Project made of different techniques and approaches on pelvic mobility, sexuality and self-acceptance. In 2020 the Raba Power Project unfolded into a new project, ANCORAR, in which the Pelvis research reaches further and deeper development in terms of accessing deep contents and setting the ground for reconnecting with what supports us both at mechanical and emotional level. Since 2015 she collaborates with AND Lab, bringing together connections between Modus Operandi AND and the pelvis research, participating in workshops and courses. Currently, she is a member of AND Collective and collaborates in the School of Reparar.

floramariah.com